RESSONÂNCIAS: SILÊNCIO, RUÍDO E CANÇÃO NA DRAMATURGIA MUSICAL DE ACHADOUROS

Esta pesquisa de mestrado foi realizada pela atriz do espetáculo Caísa Tibúrcio e  teve como objetivo analisar a musicalidade do espetáculo Achadouros nas fases de concepção, ensaio e apresentações. A dramaturgia do espetáculo possui três eixos sonoros: o silêncio, o ruído e a canção, decorrentes de um processo criativo apoiado no trabalho de campo realizado na creche Sibipiruna, de Brasília (DF), e no livro Memórias Inventadas para crianças, do poeta Manoel de Barros (2010) e, ainda, em memórias pessoais das atrizes. Essa análise utilizou vários aspectos estéticos enfrentados na relação assimétrica entre som e imagem, tais como: as ideias de Bondia (2002) sobre experiência; o conceito do drama musical exposto por Meyerhold (1917) e, ainda, a dramaturgia musical estabelecida por Marcus Mota (2008). A pesquisa apoiou-se, também, no pressuposto musical da ressonância, como princípio para a criação, assim exposto por Bachelard (1978,1988). Como base nas teorias ora destacadas e, além delas, esta pesquisa utilizou ainda: a) entrevistas realizadas com a Nara Faria e o José Regino; b) análise de processo criativo da peça, tomando como base os nossos diários de bordo, os roteiros das ações, as memórias de apresentações, a tipificação de depoimentos dos espectadores e uma filmagem do espetáculo.

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

© 2015 por V4 Cultural